16
Jul 09
publicado por aquiagorasempre, às 09:09link do post
Amo-te tanto,meu amor...não cante
O humano coração com mais verdade...
Amo-te como amigo e como amante
Numa sempre diversa realidade.

Amo-te afim,de um calmo amor prestante
E te amo além,presente na saudade
Amo-te enfim com grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho,simplesmente
De um amor sem mistério e sem virtudes
Com um desejo maciço e permanente.

E de ter amar assim,muitoe amiúde
É que um dia em teu corpo de repente
Hei de morrer de amar mais do que pude.

Obrigado pelo carinho, cara! Estarei sempre por aqui também. Aqui eh bom. Fui trazido aqui pela primeira vez trazido por Almodóvar. Amo cinema, literatura e mais recentemente o teatro.
Joaquim a 16 de Julho de 2009 às 12:30

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
15
17
18

20
21
23
25

27
29
30


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO