03
Jun 09
publicado por aquiagorasempre, às 08:36link do post | comentar | ver comentários (14) | |
Porque os filmes de terror hoje são tão ruins?Talvez porque hoje se privilegie ou o 'terror sangueira'ou o chamado'terrir'.Que me perdoem os que dizem gostar de filmes como "O Albergue",em que o mais primário roteiro possível serve de motor a cenas que parecem ter saído de uma mente perturbada.Sim,talvez eu seja'moralista',mas quem sabe no sentido muito menos aparente da coisa:porque razão eu assistiria a um filme em que pessoas são torturadas,despedaçadas,etc?Há um viés de perversão nesse tipo de filme ou eles seriam catárticos?Enfim,não contem comigo para assisti-los.
E há os filmes de 'terrir',que parodiam esse tipo de cinema,às vezes com resultados surpreendentemente bons,embora a maioria seja também muito ruim.
Mas de vez em quando surgem filmes de terror(nem sei se seria essa a classificação),que são obras primas em seu gênero,como o já antológico"O Sexto Sentido"e o surpreendente e perturbador"Os Outros".
Dirigido pelo então estreante Alejandro Amenábar em 2001,"Os Outros" é basicamente uma história de fantasmas ambientada em uma mansão claustrofóbica que se ergue em meio às brumas de uma das ilhas do canal da Mancha.Grace(Nicole Kidman em outra interpretação memorável) é Grace,uma mulher perturbada e insegura cujo marido foi lutar na Primeira guerra;seus dois filhos sofrem de uma doença rara,não podendo com a luz do sol.Uma das chaves do filme é a oposição luz/vida-escuridão/morte.O cenário da imensa mansão vitoriana imersa nas trevas ,circundada pela bruma ,é impressionante pela quantidade de detalhes e de chaves narrativas.A câmera passeia sempre por ângulos inusitados e o diretor 'brinca' com o ponto de vista 'dos outros'(que somos nós,a família de Grace-morta e a família que se muda para a casa,esta viva).
Sem entrar em méritos religiosos-espirituais,a maneira como a história se desenvolve num crescendo de pistas falsas,aparências(também falsas),e sustos contínuos,é uma proesa da narrativa cinematográfica.A própria interpretação alucinada de Kidman confere verossimilhança ao desespero ensimesmado de Grace.O aspecto sombrio da casa,do mobiliário e os criados(arrepiantes),elaboram o conjunto soturno pretendido e conseguido pelo diretor Amenábar.Isso sem falar nos toques sutis sobre o sistema inglês de classes e seu pavoroso tratamento da 'criadagem'(qualquer semelhança com o Brasil dos elevadores de serviço é mera coincidência).
Um filme de horror à altura dessa classificação,sem efeitos especiais mirabolantes ou banhos de sangue repletos de sadismo;uma obra que não vacila em mergulhar no subconsciente das personagens e cutucar coisas muitas vezes desagradáveis ou inomináveis.
Uma obra prima que vale a pena assistir ou rever de vez em quando.

mais sobre mim
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO