06
Jul 09
publicado por aquiagorasempre, às 09:24link do post | comentar | ver comentários (14) | |
As coisas tristíssimas,
o rolomag,o teste de Cooper,
a mole carne tremente entre as coxas,
vão desaparecer quando soar a trombeta.
Levantaremos como deuses,
com a beleza das coisas nunca pecaram,
como árvores,como pedras,
exatos e dignos de amor.
Quando o anjo passar,
o furacão ardente do seu vôo
vai secar as feridas,
as secreções desviadas dos seus vasos
e as lágrimas.
As cidades restarão silenciosas,sem um veículo:
apenas os pés de seus habitantes
reunidos na praça,à espera de seus nomes.
(Adélia Prado)


mais sobre mim
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

12
13
15
17
18

20
21
23
25

27
29
30


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO