21
Jun 09
publicado por aquiagorasempre, às 11:12link do post | comentar | |
Desde muito criança,fui uma pessoa 'musical',tendo sido criado em meio à música popular brasileira,ao fado,e é claro,ao rock dos anos 60 e 70.O período que correspendeu ao início da minha adolescência,foi um periodo efervescente da história brasileira,com o final anunciado da ditadura militar e a abertura do Brasil às mais diferentes vertentes da música,sem censura ou patrulhamentos ideólogicos.Para minha geração,a primeira nascida depois do golpe de 64,os anos de contestação foram os anos 80(sustento a tese polêmica que devido à ditadura os anos 70 no Brasil foram de feroz repressão,e então, de pouca possibilidade de se expressar).Os amados (e às vezes ridicularizados) anos 80,foram realmente inesquecíveis e inenarráveis para quem os viveu com intensidade.Os 'meninos e meninas' de hoje devem à geração 80(e não só à dos anos 60/70)muita da liberdade que hoje usufruem.Me orgulho de ser dessa geração.
A música tem sido uma das melhores coisas da minha vida,embalando momentos importantes(alegres e também tristes),sendo intérprete de sua época e de suas tendências,contando nossas alegrias,nossas mágoas,nossas tristezas e nossas esperanças.Sempre achei que a boa música não deveria ser compartimentada em nichos,como se a MPB fosse pior que a música clássica ou o jazz fosse superior ao chorinho.Há músicas sublimes e músicas boas e ruins,como existem os caça-níqueis nossos do dia-a dia da tv.Ouço quase tudo,de música de raiz a ópera,de música brega a clássica.A música que me interessa é que a mexe com meus sentimentos ou com minha visão de mundo de alguma forma,que me faz lembrar como a vida é um presente apesar do preço que muitas vezes pagamos.Acredito piamente que assim como a literatura e arte,a música existe para interpretar o mundo.
Pensei em fazer uma lista de canções e músicas,mas logo vi que para mim,seria impossível:quais colocar e quais os critérios?Seria uma lista muito ,muito longa.Decidi,depois de muito pensar,colocar aqui duas canções que para mim,representam todo um mundo de sensações e emoções,na voz impressionante de dois dos maiores intérpretes de todos os tempos.
São essas vozes de certa forma,uma razão para acreditar no ser humano,na beleza mesma da condição humana,capaz de produzir espetáculos atrozes mas também momentos de beleza pura.



James, a música é mágica mesmo! E mostra como o homem pode eternizar os sentimentos através dela. Que bom seria se todos os espetáculos que presenciamos nesta vida fossem maravilhosos como estes, que as belas músicas nos proporcionam, pena que alguns ainda nos fazem perder a voz!
Olha, é muito bom poder conhecer um pouco mais de cada um através desta blogagens coletivas! Belo post, Amigo!
Bjs.
Wania a 21 de Junho de 2009 às 12:13

James, você disse tudo, a música é intérprete da vida e dos sentimentos. Ouço de tudo desde muito pequenininha, gostos diferentes em casa, minha mãe gostando de música erudita e meu pai de blues, jazz e Nat King Cole e Sinatra, me fizeram tomar gosto por todo o tipo de música.
Esses dois vídeos são pérolas da música, não seI viver sem ela, pra mim é vida. Ótimo post. E obrigada pelas duas músicas de hoje, adoro!

Beijão
Cris Caetano a 21 de Junho de 2009 às 12:58

Sim, música é um universo imenso e fica difícil confiná-lo à poucas palavras...

Vc lembrou do chorinho, gosto de alguns, mas não me lembrei de colocar no meu texto!

Elis e Nat são ótimas referências!

Música boa é aquela que toca nosso coração mesmo!

Obrigada pela visita!Abração!
Nanda Botelho a 21 de Junho de 2009 às 13:54

James,adoro música, não sei viver sem.
Pode ser quando estou estudando, lendo, arrumando cozinha ou nas idas e vindas no ônibus.
Momentos sempre são embalados por músicas e nos fazem reviver momentos sejam bons ou ruins, mas constantes na nossa vida.
Lindo texto e escolha perfeita das músicas.
Beijos Tempestuosos!
Tempestade a 21 de Junho de 2009 às 14:09

Sábias palavras! Música é música, não importa o tipo; embora a gente sempre defenda aquela que nos toca a alma!

Um cheiro.

P.S.Gostei daqui!
=*
Gisele Amaral a 21 de Junho de 2009 às 14:18

Passeando pela musica...
Obrigado pela visita e pelas palavras carinhosas.
A musica une todo o mundo. De um tipo ou de outro desde sempre a musica esteve ligada aos rituais de boas vindas, quer com a Flauta de Pan, quer com rufar de tambores nas profundezas do tempo, quer em nossa casa recebendo quem chega...
Foi bom vir aqui.
Beijo com perfume de rosa e...arrepio na pele.
Nely a 21 de Junho de 2009 às 15:05

Olá, James! Muito obrigada pela visita e o comentário, seja sempre bem-vindo no meu blog!

E quando vi pela primeira vez este vídeo com a Elis cantando "Atrás da porta", eu chorei... Lindo!
Adorei seu texto, parabéns!
Du a 21 de Junho de 2009 às 15:54

James, eu penso assim, também, de que a música tem que nos tocar, em primeiro lugar. O significado que ela nos trás é maior que possíveis defeitos dos artistas e das críticas externas.

Muito bom o post, traduziu um pouco do que penso, de outra forma.
Um abraço
Marcelo a 21 de Junho de 2009 às 15:59

James,

pra mim também foi bem difícil elencar minhas músicas favoritas, algumas ficaram de fora. E concordo plenamente quando diz que a música existe para interpretar o mundo.

Belo post, abraços.
Luciano A.Santos a 21 de Junho de 2009 às 16:45

Os compositores e os poetas dizem muito do sentimento da geração a que pertencem, assim vamos nos descobrindo nestas letras e músicas.
Tucha a 21 de Junho de 2009 às 16:59

mais sobre mim
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
16
17
20

23
27

29
30


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO